Retratista das noites paulistanas

Música
Milton Parron
Escrito por Milton Parron

Se estivesse vivo o professor, zoólogo e compositor Paulo Vanzoline teria completado, em abril, 95 anos de idade. Não foram poucas as vezes que Vanzoline foi homenageado pela rádio Bandeirantes no dia de seu aniversário, em anos diversos. Quando ele completou 64 anos, no dia 25 de abril de 1988, o repórter Pedro Luis Ronco conseguiu localiza-lo no ambiente pelo qual era apaixonado, o laboratório da Zoologia USP:

Paulo Vanzoline, embora não tenha uma obra musical tão extensa, se diferencia da maioria pela qualidade das suas letras. Amor de Trapo e Farrapo é uma delas. Tem ainda, só para citar algumas mais, Ronda., Volta por Cima, Capoeira do Arnaldo, Samba Erudito, Praça Clóvis, Mente, Cuitelinho etc. Vanzoline morreu por coincidência no mesmo mês de nascimento, dia 28 de abril de 2013. Estava com 89 anos de idade.

Comentários

  • Milton, tenho 72 anos e me confesso um amigo do rádio e dos bons radialistas/jornalistas. Gosto do sotaque gostoso do Charutinho e admiro as letras de Vanzolini, principalmente sendo ele um cientista/compositor. Aqui cheguei em 1962, vindo de Pedregulho (terra de Quércia) e ainda peguei a era romântica dos bondes, me lembro da garôa, dos grotões da avenida 23 de maio, do parque Shangai e muito mais recantos que gosto de dividir este conhecimento com quem é saudosista, sem se desligar do futuro. Abraços de João Tomaz

Deixe o seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.