Filha de peixe, com certeza, peixinho é!

Bibi Ferreira

O nome verdadeiro só tinha serventia para as formalidades cartoriais: Abigail Izquierdo Ferreira, de ascendência portuguesa e espanhola, nascida no Rio de Janeiro em 1922. A bem da verdade uma ilustre desconhecida, porém foi uma das artistas brasileiras mais aplaudidas desde os vinte dias de vida – exatamente isso, com menos de um mês de idade fez sua estreia em teatro na peça Manhãs de Sol, de Oduvaldo Viana substituindo uma boneca que sumiu dos bastidores pouco antes do início do espetáculo.

Para os de menor intimidade ela era tratada como Abigail, mas, artisticamente o Brasil inteiro a conhecia por Bibi Ferreira, filha do ator Procópio Ferreira e da bailarina argentina Aída Izquierdo. Bibi Ferreira notabilizou-se em tudo que decidiu fazer: apresentadora de TV, atriz de teatro, cinema e televisão, cantora, diretora de espetáculos e empresária.

No dia 17 de dezembro de 2005, na véspera de estrear no Rio de Janeiro o show Contando e Cantando Piaff, Bibi Ferreira foi entrevistada na Rádio Bandeirantes:

Bibi Ferreira, que montou sua própria companhia de teatro em 1944, reunindo alguns dos nomes mais importantes da dramaturgia nacional como Cacilda Becker, Maria Della Costa e Henriette Morineau, faleceu no Rio de Janeiro de parada cardíaca no dia 13 de fevereiro de 2019. Ela tinha, na ocasião, 96 anos de idade.

Avatar

Milton Parron

Milton Parron começou a carreira em 1960 e testemunhou os grandes acontecimentos policiais, esportivos, políticos e culturais em São Paulo e no Brasil. É um dos maiores repórteres da história do rádio brasileiro.

Adicionar comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Milton Parron começou a carreira em 1960 e testemunhou os grandes acontecimentos policiais, esportivos, políticos e culturais em São Paulo e no Brasil. É um dos maiores repórteres da história do rádio brasileiro.

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.