ESCOBAR PLANEJAVA INSTALAR BASES NO BRASIL

Sem categoria
Milton Parron
Escrito por Milton Parron

Em junho de 1991 o mais perverso, mais sanguinário e poderoso narcotraficante do mundo, o colombiano Pablo Escobar Gavíria, inimigo público número um dos EUA e da Colômbia, fez um acordo com o governo de seu pais garantindo se entregar desde que pudesse cumprir a pena que lhe fosse imposta num presídio construído por ele próprio, na verdade uma mansão cinematográfica. Essa prisão de mentirinha repercutiu muito, inclusive no Brasil onde o diretor da Polícia Federal, Romeu Tuma, compareceu a uma CPI da Câmara Federal instalada para discutir os problemas do campo, principalmente diante dos boatos de que Pablo Escobar trabalhava no sentido de montar um braço do Cartel de Medellin no Brasil:

Enquanto isso, lá em Medellin onde era considerado uma espécie de Robin Hood porque distribuía muito dinheiro aos pobres – dinheiro manchado de sangue, proveniente do tráfico e dos assassinatos – Pablo Escobar jurava que metade das acusações que lhe faziam, não tinha o menor fundamento:

Quando um oficial do governo tentou em julho de 1992 transferir Escobar para uma prisão de verdade, ele escapou com medo de ser extraditado para os Estados Unidos. No dia 02 de dezembro de 1993 finalmente sua carreira criminosa teve fim. Foi morto num confronto com as forças policiais colombianas.

Deixe o seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.