CARMEN, NOSSA “BRAZILIAN BOMBSHELL”

Música
Carmen Miranda entre Paulo Machado de Carvalho e Henrique Foréis, que a recepcionaram em Congonhas
Milton Parron
Escrito por Milton Parron

Estou postando novamente, após dois anos e cinco meses, a cobertura que a Rádio Bandeirantes fez, em Congonhas, quando da passagem de Carmen Miranda por São Paulo, em uma das escalas do voo que a trouxe dos Estados Unidos até o Rio de Janeiro. O material bruto é longo e o que estou publicando hoje é mais um trecho, apenas, e diferente daquele divulgado anteriormente.

O fato ocorreu no dia 30 de novembro de 1954, quando o Aeroporto de Congonhas precisou de um reforço extra de policiais da Guarda Civil para impedir que o povo invadisse a pista para chegar mais perto da artista que estava chegando dos Estados Unidos. Em verdade ela faria uma escala de cerca de uma hora e embarcaria, na sequencia, para seu destino final: o Rio de Janeiro. Tratava-se da “Brazilian Bombshell”, ou “Brasileira Explosiva”, Carmen Miranda. Há 14 anos ausente de sua terra, além dos fãs, Carmen também foi recepcionada por vários amigos incluindo o repórter da Rádio Bandeirantes José Carlos de Moraes, o Tico-Tico:

A cobertura da passagem de Carmen Miranda pelo Aeroporto de Congonhas é um dos muitos documentos raros e valiosos do Centro de Documentação e Memória da Rádio Bandeirantes – CEDOM, onde estão armazenadas algumas centenas de preciosidades como essa. Não há outro registro no rádio brasileiro, que se conheça, relativo a passagem de Carmen Miranda por Congonhas em última vinda ao Brasil. Ao retornar aos Estados Unidos, em abril de 1955, lá permaneceu até 5 de agosto, data em que veio a falecer.

Deixe o seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.